Araguaia sai de Barra do Garças e acusa prefeitura de atraso em obras do Zeca Costa

Araguaia sai de Barra do Garças e acusa prefeitura de atraso em obras do Zeca Costa

A diretoria da Associação Atlética Araguaia, equipe fundada no município de Barra do Garças, oficializou que buscará outra cidade para sediar o clube. Segundo o investidor Paulo Júnior e o presidente Júlio Areco, a prefeitura atrasou as obras do estádio Zeca Costa, que não ficará pronto nem para o Campeonato Mato-grossense do próximo ano. Prefeitura desmente e acusa dirigentes de tentar “obter lucro e vantagens através da máquina pública”.Em vídeo gravado em frente à sede da FMF, nesta terça-feira, os dirigentes do Araguaia citaram o prefeito de Barra do Garças e afirmaram que o principal motivo para o time deixar a cidade foi por não ter o estádio pronto.“Há um ano estivemos reunidos com o prefeito Adilson e conversamos que iríamos trazer o Araguaia para a primeira divisão. O prefeito havia se comprometido que proporcionaria que o estádio estaria pronto. Porém depois de um ano voltamos com o Araguaia na elite e o prefeito disse que dificilmente o time teria como sede Barra do Garças porque o estádio não ficaria pronto nem pro estadual do ano que vem”, afirmou Paulo Júnior no vídeo veiculado na rede social do clube.Após Paulo adquirir o Araguaia este ano, o time só jogou em Cuiabá. A segunda divisão do Mato-grossense, as competições de base e vai jogar a Copa FMF na capital. Porém, reiteradas vezes os diretores disseram que o objetivo seria retornar à Barra do Garças.“Vamos procurar um outro município onde o Araguaia possa sediar. É com muita tristeza que estamos dizendo isso porque queríamos que o time ficasse em Barra do Garças”, completou Paulo.Em nota oficial divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura, a prefeitura afirmou que os diretores do clube tentam manipular a opinião pública com inverdades a respeito da reforma do estádio Zeca Costa.“O projeto de reforma do estádio está em análise na Caixa Econômica Federal e assim que for aprovado será aberta a licitação para contratação da empresa que será responsável pela obra. De fato o estádio não estará pronto em tempo hábil para competir no campeonato mato-grossense, devido a uma série de entraves que atrasaram a finalização do projeto”, assumiu a prefeitura.A nota da prefeitura é ainda mais dura e disparou contra a atual diretoria do clube. Ressaltou que o time é uma empresa privada e que não tem projeto de iniciação esportiva no município. Segundo informações da prefeitura o clube apresentou uma proposta para serem arrecadados R$ 600 mil através do poder público e empresas locais.“O repasse de dinheiro público para fins privados seria considerado um ato de improbidade administrativa e portanto foi rejeitado pelo prefeito, bem como arrecadação de fundos através dos empresários locais. Houve nesse caso uma preocupação por parte do gestor de que a diretoria do clube, formada por empresários de outra cidade, estivessem buscando em Barra do Garças, uma oportunidade de obter lucro e vantagens através da máquina pública”, afirmou a nota.

Veja Também