CBF oficializa candidatura do Brasil como país sede da Copa do Mundo feminina

CBF oficializa candidatura do Brasil como país sede da Copa do Mundo feminina

A CBF oficializou a candidatura do Brasil a país-sede da Copa do Mundo feminina de 2027. O documento assinado pelo presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, foi enviado à Fifa, que lançou em março o processo de apresentação de candidaturas para receber a competição. Mato Grosso é uma das candidatas a sub-sedes da competição.“A CBF acabou de oficializar a candidatura do Brasil para receber a Copa do Mundo feminina. Com todo o equipamento esportivo e de infraestrutura que dispomos, acreditamos que vamos fazer um belo Mundial”, afirmou Ednaldo Rodrigues.No dia 30 de março, o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, declarou o apoio do Governo Federal à candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo Feminina. A declaração foi dada durante o evento realizado no Palácio da Alvorada para apresentação da taça da Copa do Mundo 2023, que será disputada em julho, na Austrália e na Nova Zelândia.“Eu quero te dar os parabéns e dizer para você, Ednaldo, que o Governo, através da Presidência, do Ministério do Esporte, do Itamaraty, estará à disposição da CBF para fazer o que for necessário para que a gente consiga trazer, em 2027, a Copa do Mundo Feminina para o Brasil”, afirmou o presidente Lula.Os países interessados em sediar a competição têm até 19 de maio deste ano para submeter seus projetos à Fifa. As candidaturas precisam ser confirmadas até 8 de dezembro deste ano.A entidade máxima do futebol mundial destacou três grandes novidades no processo de escolha: uma auditoria independente para monitorar a lisura do processo, uma força-tarefa para avaliar as propostas apresentadas e uma “final” entre as candidaturas mais bem avaliadas.Em maio de 2024, o Conselho da Fifa vai selecionar até três candidaturas para participar da votação decisiva no Congresso da Fifa. A sede da Copa Feminina será anunciada no dia 17 de maio do ano que vem, durante o Congresso da entidade.As inspeções da Fifa aos países candidatos começarão em fevereiro do ano que vem, três meses antes do anúncio final.

Veja Também