Comissão de Arbitragem avalia como “bastante positiva” 1ª rodada da Série A

A Comissão de Arbitragem da CBF aprovou a atuação dos árbitros na primeira rodada do Brasileirão Assaí 2023. Wilson Seneme, presidente da comissão, identificou avanços no aspecto disciplinar e na orientação sobre o tempo de acréscimo nas partidas.

“Havia uma expectativa da Comissão de Arbitragem de ver a reação e de como seriam (na prática) as implementações, os novos conceitos e interpretações que os árbitros receberam ao longo da pré-temporada. O saldo foi bastante positivo”, disse Seneme.

Na parte disciplinar, os árbitros cumpriram à risca a determinação de agir com rigor quando pressionados por jogadores ou integrantes das comissões técnicas na hora de verificar algum lance polêmico na cabine do VAR.

Também foi elogiada a extensão do tempo de acréscimo, numa tentativa contínua de seguir a determinação da Fifa de que haja no mínimo 60 minutos de bola rolando em cada jogo.

“É importante lembrar que todo esse trabalho é em função das recomendações e instruções que vêm da Fifa e que a CBF e a Comissão de Arbitragem colocam em prática. A gente tinha a expectativa de como isso seria absorvido pelos clubes, a quem alimentamos com palestras ao longo das últimas semanas. Também já havíamos apresentado esse material que seria aplicado pelos árbitros aos presidentes dos clubes quando do Conselho Técnico da Série A”, continuou Seneme.

O chefe da Arbitragem da CBF fez questão de destacar a resposta dos clubes às mudanças.

“Não posso deixar de elogiar os clubes, que estão contribuindo para levarmos adiante nosso propósito de criar um ambiente em que a preocupação seja exclusivamente a de proteger o futebol, de proteção ao jogo de futebol”, agradeceu.

Ele se pôs à disposição para fazer palestras nos clubes que ainda não receberam a visita da Comissão de Arbitragem.

Veja Também