Eliminado da Copa Verde, zagueiro do Real Noroeste-ES questiona jogo em campo alagado

Fim da linha para o Real Noroeste na Copa Verde 2023. No domingo o time capixaba foi derrotado pelo União Rondonópolis, por 1 a 0 (assista), no Mato Grosso, e acabou sendo eliminado da competição regional.

Além de enfrentar o time colorado, o Real teve que jogar em um gramado completamente alagado por conta de um forte temporal. No intervalo, ainda houve um atraso de 16 minutos para o reinício da partida devido falta de luz em duas torres de iluminação do estádio Luthero Lopes.

Na volta para o segundo tempo, aos 10 minutos, em uma bola cruzada da direita, o meia Ruan Bahia subiu livre e, de cabeça, finalizou sem chances para o goleiro Neguett. O gol decretou a eliminação do time capixaba, que no ano passado chegou às quartas de final da Copa Verde.

De volta a Águia Branca, o zagueiro Clebson falou sobre a derrota. O defensor questionou a posição da arbitragem de dar continuidade ao jogo, mesmo com o gramado cheio de poças d’água.

– Fizemos um bom jogo, dentro daquilo que poderia ser feito. O campo estava praticamente impossível de se jogar. Quem viu as imagens pode perceber o estado do campo e o juiz não quis terminar a partida quando poderia ter feito. Mas, infelizmente, sofremos aquele gol do acaso – declarou o zagueiro, em entrevista ao ge.globo.

Eliminado da Copa Verde, o Real Noroeste volta as suas atenções para o Campeonato Capixaba 2023, onde pode assegurar a classificação antecipada para as quartas de final. No sábado, às 16h, o time de Águia Branca recebe o vice-lanterna Vilavelhense, no estádio José Olímpio da Rocha.

Veja Também