Reunião na Câmara: Profissionais do esporte recebem apoio dos vereadores

Reunião na Câmara: Profissionais do esporte recebem apoio dos vereadores

Profissionais do esporte local saíram esperançosos de reunião na Câmara Municipal realizada na terça-feira (17). Convocada pelo presidente da Câmara, vereador Júnior Mendonça, a reunião atendeu um pedido dos técnicos de várias modalidades esportivas e profissionais de educação física, que cobram mais transparência e investimentos em ações de incentivo ao esporte de Rondonópolis.

Segundo o técnico e professor, Evaristo Cadidé Rodrigues, a reunião contou com a participação de todos os vereadores, que se comprometeram em trabalhar para levar as demandas até a Prefeitura e pressionar o poder público para que as solicitações sejam atendidas. “Eles se comprometeram que iriam levar ainda ontem as demandas até o prefeito [José Carlos do Pátio]”, afirmou.

“A reunião foi muito produtiva, com todos os vereadores presentes, que foram muito atenciosos e declararam ser muito importante o esporte na formação de cidadãos em nossa cidade. Acredito que foi uma reunião muito proveitosa que teremos os resultados esperados”, ressaltou o professor.

A iniciativa em realizar uma reunião, conforme Evaristo, busca unir os profissionais da área do esporte em Rondonópolis, cobrar maior fiscalização da aplicação dos recursos municipais no esporte local, a implantação de um cronograma de ações da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, bem como mais incentivo para o esporte de base, com a criação de escolinhas em várias modalidades esportivas para atender crianças, projetos esportivos para idosos, maior incentivo ao esporte amador, realização de campeonatos locais e apoio às viagens de atletas para campeonatos fora do município, dentre outros.

Os profissionais da área do esporte apresentaram aos vereadores ainda propostas de projetos, programas e ações de incentivo ao esporte local para serem implantados pela Secretaria de Esporte do Município e demandas por apoio para as associações esportivas que atuam na cidade e não recebem nenhum tipo de subvenção municipal para projetos e atividades que desenvolvem.

Fonte: A tribuna MT

Veja Também